MAR

MAR

03 junho, 2011

Gonçalo M. Tavares vence Prémio Literário dos Jovens Europeus


Lisboa, 03 jun (Lusa) -- O escritor Gonçalo M. Tavares foi distinguido com o Prémio Literário dos Jovens Europeus, com o livro "O Senhor Kraus", um dos habitantes do Bairro que criou e continua a povoar. 

Gonçalo M. Tavares recebeu na quinta-feira, em Lyon, o galardão, atribuído pela Escola Europeia de Comércio, situada em França, a esta obra, que os alunos escolheram por nela terem encontrado semelhanças com a vida política francesa da atualidade.
Publicado pela Caminho em 2005 e o quinto título da série "O Bairro", que já conta dez livros, "O Senhor Kraus" é um jornalista convidado para escrever uma crónica sobre política. Ele aceita e, para comentar os acontecimentos políticos -- coisa que faz usando de acidez e ironia --, inventa três personagens, o Chefe e os dois Auxiliares, que protagonizarão episódios e diálogos que satirizam os tiques universais dos políticos.
O escritor, de 40 anos, publicou em 10 anos, desde 2001, 29 livros de vários géneros literários -- incluindo vários romances, livros de contos, peças de teatro, uma epopeia, ensaios e poesia --, que já deram origem, em diversos países, a peças de teatro, ópera, peças radiofónicas, curtas metragens e objetos de artes plásticas, vídeos de arte, performances, projetos arquitetónicos e teses académicas.
Há cerca de 160 traduções de obras suas em curso com edição em 35 países.
Recebeu até agora alguns dos mais importantes galardões literários da língua portuguesa: o Prémio Portugal Telecom 2007, o Prémio José Saramago 2005 e o Prémio LER/Millennium BCP 2004 com o romance "Jerusalém" (Caminho), o Prémio Branquinho da Fonseca, da Fundação Calouste Gulbenkian e do jornal Expresso, com o livro "O Senhor Valéry" (Caminho), o Prémio Revelação de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores, com "Investigações. Novalis" (Difel), e o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco 2007, atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores a "Água, Cão, Cavalo, Cabeça" (Caminho).
O seu romance "Jerusalém" foi listado como um dos "1001 Livros Para Ler Antes de Morrer -- Um Guia Cronológico dos Mais Importantes Romances de Todos os Tempos", na edição europeia desse livro.
Um dos três livros que publicou no ano passado, a anti-epopeia "Uma Viagem à Índia" (Caminho) foi distinguido com o Prémio Melhor narrativa Ficcional 2010 da Sociedade Portuguesa de Autores e o Prémio Especial de Imprensa Melhor Livro 2010 LER/Booktailors.


ANC.
Lusa/fim

Sem comentários: