MAR

MAR

01 agosto, 2009

Dulce Maria Cardoso ganhou Prémio da União Europeia para a Literatura


Dulce Maria Cardoso nasceu em Trás-os-Montes, em 1964. Foi para Angola e regressou a Portugal na ponte aérea de 1975. Licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa, escreveu argumentos para cinema, e também escreveu contos. Vive em Lisboa.


O seu romance de estreia, Campo de Sangue, publicado em 2002 e escrito com o apoio de uma Bolsa de Criação Literária do Ministério da Cultura, foi distinguido com o Grande Prémio Acontece de Romance e encontra-se traduzido em França. Os respectivos direitos foram também adquiridos para a América Latina e Espanha, e para o Brasil, onde em breve será publicado pela Companhia das Letras.

Em 2005, publicou o seu segundo romance Os meus Sentimentos. Foi com este título que ganhou o Prémio da União Europeia para a Literatura,no qual participaram 12 países (Áustria, Croácia, França, Hungria, Irlanda, Itália, Lituânia, Noruega, Polónia, Portugal, Eslováquia, Suécia.

O objectivo do prémio é destacar a criatividade e a diversidade da literatura contemporânea europeia, promover a circulação da literatura na Europa e fomentar um maior interesse por obras literárias não nacionais.

A cerimónia de atribuição dos prémios aos autores galardoados está marcada para 28 de Setembro no teatro Flagey de Bruxel, com a presença do Presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, do Comissário da educação e cultura, Ján Figel, e de Henning Mankell, o autor e campeão de vendas sueco recentemente nomeado embaixador dos Prémios da União Europeia para a Literatura.

Sem comentários: