MAR

MAR

06 junho, 2018

O Livreiro de Mark Pryor



Comprei este livro atraída pela sinopse pois revela uma temática muito do meu agrado: livros, livros raros/antigos, bouquinistes, Paris e ainda o Holocausto. 

Felizmente, não fiquei desiludida. O autor desenvolve a trama (um rapto e várias mortes) de forma leve e atribui um certo sentido de humor à personagem principal, Hugo, e ao seu amigo Tom, o que facilita a leitura sobretudo nos momentos mais tensos. 

Lê-se bem e foge um pouco ao estereótipo dos romances policiais já que cedo se desconfia quem é o vilão da história.



Sem comentários: