MAR

MAR

04 junho, 2013

A estátua e a pedra de José Saramago



José Saramago, neste livro, que reproduz uma conferência por ele proferida, em Turim, divide a sua obra (até à publicação do Homem Duplicado - última obra publicada no momento  da conferência) em duas fases: a da estátua e a da pedra.
A metáfora escolhida pelo autor aplica-se perfeitamente, já que na 1.ª fase, ele descreve situações e na 2.ª,  analisa-as (auto análise feita pelo próprio).
Bruno Vieira Amaral, na revista Ler deste mês, acrescenta uma 3.ª fase: a "«fase de pena», pela leveza evocativa e pelo deleite narrativo", onde   inclui a Viagem do Elefante e As Pequenas Memórias
Quem conhecer bem a obra de Saramago, não deixará de concordar com esta divisão.

Sem comentários: