MAR

MAR

03 julho, 2011

Urban África - Museu da Cidade



Uma viagem fotográfica por David Adjaye.
52 Cidades Capitais.Novos Padrões de urbanismo no Continente Africano.25 de Maio a 31 de Julho. Museu da Cidade 

Um dos mais reputados arquitectos da sua geração, David Adjaye sai da sua linha de trabalho habitual para fotografar e documentar as principais cidades africanas, como parte de um projecto contínuo de estudo sobre a construção e os padrões de urbanismo em África. Esta colecção de fotografias é uma procura pessoal, motivada pelo escasso conhecimento existente dos ambientes urbanos no continente africano.


Estas cerca de duas mil fotografias revelam as cidades em si, e analisam os edifícios e os lugares que têm um eco especial nas preocupações de Adjaye, como arquitecto. O projecto integral e a dinâmica do trabalho são dados a conhecer através de uma série de projecções, em escala alargada, que inundam o espaço criando um traço de união na diversidade entre arquitectura, cultura e paisagem urbana. Tudo isto sob o pano de fundo de ritmos africanos, compostos especialmente para a exposição por Peter Adjaye (irmão de David).


O olhar de um arquitecto, o olhar de um africano
Olhado muitas vezes apenas como um continente definido pelo subdesenvolvimento, a pobreza, a guerra e o turismo, através desta exposição, David Adjaye apresenta uma África sob uma perspectiva diferente. Este estudo detalhado irá revelar um quadro singular da vida actual em África, documentando a natureza da vida urbana em países em desenvolvimento. Um estudo geo-cultural único, que traça o perfil da cidade africana num contexto global. Adjaye captou o desenvolvimento urbano de cidades como Kigali, a capital do Ruanda, mostrando os traços do seu passado colonial; Tripoli, na Líbia, muito invadida pela energia do presente; as urbanizações informais nas periferias de novas cidades, como Abuja, Nigéria; e os vestígios do apartheid ainda inscritos em Pretória, na África do Sul.

Com ascendência ganense mas nascido na Tanzânia, David Adjaye foi para Londres em 1979. Formado pelo Royal College of Art em 1993, Adjaye fez a sua formação na David Chipperfield Architects e com Eduardo Souto de Moura, no Porto. David Adjaye ganhou a Medalha de Bronze do Primeiro Prémio RIBA, em 1993, e instalou o seu estúdio, o Adjaye Associates, em 2000, tendo sido nomeado para um Prémio Stirling, em 2006, pelo seu Whitechapel Idea Store. Reunindo uma obra de grande riqueza, foilhe recentemente atribuída a prestigiosa tarefa de liderar a equipa FAB – Freelon Adjaye Bond/Smith Group, responsável pelo projecto do novo National Museum of African American History and Culture (Museu Nacional de História e Cultura Africano-Americana), em Washington DC, previsto para 2015.



Uma exposição itinerante do Design Museum, Londres



Créditos: Todas as fotografias por David Adjaye

ENTRADA LIVRE
Pavilhão Preto
Campo Grande, nº 245
HORÁRIO 3ª – DOM | 10H-13H/14H-18H 
ENCERRA FERIADOS

Sem comentários: