MAR

MAR

29 maio, 2009

Karine Ruby morreu num acidente no Monte Branco


A campeã olimpica de snowboard (1998) Karine Ruby (31 anos) encontrou, hoje, a morte numa ravina no Monte Branco. O acidente aconteceu no glaciar do Gigante, a 3300 m de altitude. Depois de ter abandonado a crreira desportiva (2006), a jovem francesa tornou-se guia de montanha e acompanhava dois clientes. Os três alpinistas caíram numa ravina , a queda provocou a morte da campeã e de um outro elemento, ficando o terceiro gravemente ferido.

Nasceu a 4 de Janeiro de 1978, em Bonneville, na Haute-Savoie, Karine Ruby foi a primeira campeão olimpica de snowboard da história em Nagano, no Japão, em 1998. Ela foi também medalhada de prata no slalom gigante paralelo nos JO - 2002 em Salt Lake city e foi ainda seis vezes campeã do mundo (2 em slalom gigante, 1 em slalom paralelo, 3 em snowboarcross). Ela conta no seu palmarés 67 vitórias (e 122 podiums) na Taça do Mundo, 6 globos de cristal, recompensa atribuída ao vencedor da classificação geral da Taça do Mundo.




25 maio, 2009

João Salaviza - Palma de Ouro - Curta Metragem

les lauréats des courts métrages ( Mark Albiston, Joao Salaviza et Louis Sutherland) © FIF M.Rabaux

Cérémonie de clôture © AFP

LONGS METRAGES

Palme d'Or
DAS WEISSE BAND (Le Ruban blanc) réalisé par Michael HANEKE



Grand Prix

UN PROPHÈTE réalisé par Jacques AUDIARD

Prix spécial pour l'ensemble de sa carrière et sa contribution exceptionnelle à l'histoire du cinéma
Alain RESNAIS

Prix de la mise en scène
Brillante MENDOZA pour KINATAY

Prix du Jury


FISH TANK réalisé par Andrea ARNOLD
BAK-JWI (Thirst, ceci est mon sang…) réalisé par PARK Chan-Wook

Prix d'interprétation masculine
Christoph WALTZ dans INGLOURIOUS BASTERDS réalisé par Quentin TARANTINO

Prix d'interprétation féminine
Charlotte GAINSBOURG dans ANTICHRIST réalisé par Lars von TRIER

Prix du scénario
MEI Feng pour CHUN FENG CHEN ZUI DE YE WAN (Nuits d’Ivresse printanière) réalisé par LOU Ye

Le Prix Vulcain de l’Artiste-Technicien
Aitor BERENGUER, mixeur son du film MAP OF THE SOUNDS OF TOKYO réalisé par Isabel COIXET.

COURTS METRAGES
Palme d'OrARENA réalisé par João SALAVIZA

Mention spéciale
THE SIX DOLLAR FIFTY MAN (L’Homme qui valait 3,5 Dollars) réalisé par Mark ALBISTON, Louis SUTHERLAND

CAMERA D'OR
SAMSON AND DELILAH réalisé par Warwick THORNTON (présenté à Un Certain Regard)

Mention Spéciale Caméra d'Or
AJAMI réalisé par Scandar COPTI, Yaron SHANI (présenté à la Quinzaine des Réalisateurs)

UN CERTAIN REGARD

Prix Un Certain Regard - Fondation Groupama Gan pour le Cinéma
KYNODONTAS (Dogtooth) de Yorgos LANTHIMOS

Prix du Jury
POLITIST, ADJECTIV (Police, Adjective) de Corneliu PORUMBOIU.

Prix Spécial Un Certain Regard 2009
KASI AZ GORBEHAYE IRANI KHABAR NADAREH (No One Knows About Persian Cats) de Bahman GHOBADI
LE PÈRE DE MES ENFANTS (Father of my children) de Mia HANSEN-LØVE

21 maio, 2009

FMM 2009 - já tem programa completo

Programa (para conhecer os 37 participantes: aqui)

PORTO COVO
Palco junto ao Porto de Pesca

Sexta-feira, 17 de Julho
O’Questrada (Portugal), 21h30
Rupa & The April Fishes (EUA), 23h00
Circo Abusivo (Itália), 00h30

Sábado, 18 de Julho
Victor Démé (Burkina Faso), 21h30
The Ukrainians (Reino Unido), 23h00
Dele Sosimi Afrobeat Orchestra (Nigéria/Reino Unido), 00h30

Domingo, 19 de Julho
Wyza (Angola), 21h30
Orquesta Típica Fernández Fierro (Argentina), 23h00
Daara J Family (Senegal), 00h30

SINES

Segunda-feira, 20 de Julho
Mor Karbasi (Israel), 22h00, CAS
Portico Quartet (Reino Unido), 23h30, CAS

Terça-feira, 21 de Julho
Corneliu Stroe & Aromanian Ethno Band (Roménia), 22h00, CAS
Carmen Souza (Cabo Verde), 23h30, Centro de Artes de Sines

Quarta-feira, 22 de Julho
Mamer (China), 18h30, CAS
Trilhos - Novos Caminhos da Guitarra Portuguesa (Portugal), 21h00,

Janita Salomé (Portugal), 22h15, Castelo
Uxía (Galiza), 23h30, Castelo
Acetre (Extremadura), 00h45, Castelo
L’Enfance Rouge (França/Itália/Tunísia), 02h30, Av. Vasco da Gama

Quinta-feira, 23 de Julho
Assobio (Portugal), 18h00, CAS
Narf & Manecas Costa (Galiza/Guiné-Bissau), 19h30, Av. Vasco da Gama
Hanggai feat. Mamer (China), 21h30, Castelo
Chucho Valdés Big Band (Cuba), 23h00, Castelo
Kasaï Allstars (RD Congo), 00h30, Castelo
Ramiro Musotto & Orchestra Sudaka (Argentina/Brasil), 02h30, Av. Vasco da Gama

Sexta-feira, 24 de Julho
Paulo Sousa (Portugal), 18h00, CAS
Njava (Madagáscar), 19h30, Av. Vasco da Gama
Warsaw Village Band (Polónia), 21h30, Castelo
Debashish Bhattacharya (Índia), 23h00, Castelo
Cyro Baptista “Beat the Donkey” (Brasil/EUA), 00h30, Castelo
Chicha Libre (EUA), 02h30, Av. Vasco da Gama

Sábado, 25 de Julho
Melech Mechaya (Portugal), 18h00, CAS
Bibi Tanga et Le Professeur Inlassable (Rep. Centro-Africana/França), 19h30, Av. Vasco da Gama
James Blood Ulmer (EUA), 21h30, Castelo
Alamaailman Vasarat (Finlândia), 23h00, Castelo
Lee “Scratch” Perry (Jamaica), 00h30, Castelo
Speed Caravan (Argélia/França), 02h30, Av. Vasco da Gama

19 maio, 2009

Le Mont Athos et l'Empire byzantin, Trésors de la Sainte montagne

Créditos foto : Mosteiro de Vatopédi
Uma exposição excepcional no Petit Palais em Paris , patente até ao dia 5 de Julho.


Angelite - Vozes Búlgaras

O coro Angelite marcou presença no Centro de Artes de Sines e encantou quem teve oportunidade de ouvir estas belas e doces vozes búlgaras. Mais um grande espectáculo a marcar a agenda do CAS.
Foto retirada do site do CAS


15 maio, 2009

Teatro do Mar

O Teatro do Mar prepara-se para voltar à estrada, com uma série de apresentações dos seus espectáculos em carteira.

Aconselho uma visita ao site para consulta da programação: http://www.teatrodomar.com/ ou ainda


Foto retirada do site teatro do mar

05 maio, 2009

Joaquim Mestre (1955-2009)

Lisboa, 04 Mai (Lusa) - O escritor e director da Biblioteca Municipal de Beja, Joaquim Mestre, de 54 anos, morreu domingo à noite em Lisboa, vítima de cancro.

Joaquim Figueira Mestre exercia as funções de Chefe da Divisão de Bibliotecas e Museus na Câmara Municipal de Beja e foi, segundo responsáveis do município, um dos grandes impulsionadores do novo conceito de biblioteca que surgiu em Beja no início dos anos 1990.
Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e pós-graduado em Ciências Documentais, o escritor foi galardoado no ano passado pela colectânea de contos "Breviário das Almas" (Oficina do Livro) com o Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca, instituído pela Câmara de Santiago do Cacém.

03 maio, 2009

Anjos e Demónios de Dan Brown adapatado ao cinema




O Livro de Dan Brown, Anjos e Demónios, adaptado ao cinema.


Às mães

No sorriso louco das mães batem as leves
gotas de chuva. Nas amadas
caras loucas batem e batem
os dedos amarelos das candeias.
Que balouçam. Que são puras.
Gotas e candeias puras. E as mães
aproximam-se soprando os dedos frios.
Seu corpo move-se
pelo meio dos ossos filiais, pelos tendões
e órgãos mergulhados,
e as calmas mães intrínsecas sentam-se
nas cabeças filiais.
Sentam-se, e estão ali num silêncio demorado e apressado,
tendo tudo,
e queimando as imagens, alimentado as imagens,
enquanto o amor é cada vez mais forte.
E bate-lhe nas caras, o amor leve.
O amor feroz.
E as mães são cada vez mais belas.
Pensam os filhos que elas levitam.
Flores violentas batem nas suas pálpebras.
Elas respiram ao alto e em baixo. São
silenciosas.
E a sua cara está no meio das gotas particulares
da chuva,em volta das candeias. No contínuo
escorrer dos filhos.
As mães são as mais altas coisas
que os filhos criam, porque se colocam
na combustão dos filhos, porque
os filhos estão como invasores dentes-de-leão
no terreno das mães.
E as mães são poços de petróleo nas palavras dos filhos,
E atiram-se, através deles, como jactos
para fora da terra.
E os filhos mergulham em escafandros no interior
de muitas águas,
e trazem as mães como polvos embrulhados nas mãos
e na agudeza de toda a sua vida.
E o filho senta-se com a sua mãe à cabeceira da mesa,
e através dele a mãe mexe aqui e ali,
nas chávenas e nos garfos.
E através da mãe o filho pensa
que nenhuma morte é possível e as águas
estão ligadas entre si
por meio da mão dele que toca a cara louca
da mãe que toca a mão pressentida do filho.
E por dentro do amor, até somente ser possível
amar tudo,
e ser possível tudo ser reencontrado por dentro do amor.

Herberto Helder, in A colher na boca